A aposta nos escombros: reforma trabalhista e previdenciária - a dupla face de um mesmo projeto

Resumo

RESUMO


Este artigo tem como centro de suas reflexões a reforma trabalhista brasileira e suas repercussões no mundo do trabalho. É parte de seus objetivos apresentar elementos que permitam pensá-la como projeto articulado, em diferentes níveis, a uma outra reforma, em trâmite no Congresso Nacional, a da previdência. Busca, nesse contexto, contribuir para a projeção de alternativas e formas de resistência ao que denominamos como aposta nos escombros.


Palavras-chave: Direitos sociais e do trabalho; reforma trabalhista e previdenciária, neoliberalismo.


 


ABSTRACT


This paper has as center of its reflections the Brazilian labor reform and its repercussions in the labor world. Part of the objectives is to present elements that allow it to be thought as a project which is tied, at different levels, to another reform, in progress in the National Congress, the Welfare Reform. It seeks, in this context, to contribute to the projection of alternatives and means of resistance to what we call a stake on the wreckages.


Keywords: Social and labor rights; labor and social security reform, neoliberalism.

Estatísticas

Não há dados estatísticos.

Referências

ANTUNES, R. Qual o futuro do trabalho na era digital? O trabalho tem futuro? In: PREVITALLI, F. S. et al. (Orgs.). Desafios do trabalho e educação no século XXI: os 100 anos da revolução russa. Uberlândia, MG: Navegando Publicações, 2019, p.137-146.

ANTUNES, R. As afinidades eletivas entre Temer e Bolsonaro: intermitentes e imprevidentes. Le Monde Diplomatique - Brasil. Edição de Junho de 2019b. In: Acesso: 30 mai. 2019.

ANTUNES, R.O Privilégio da Servidão. O novo proletariado de serviços na era digital (no prelo).1 ed. São Paulo: Editora Boitempo, 2018.

ANTUNES, R.; PRAUN, L. A (des)construção do trabalho no Brasil In: O Privilégio da Servidão. O novo proletariado de serviços na era digital (no prelo).1 ed. São Paulo: Editora Boitempo, 2018, v.1, p. 271-287.

ANTUNES, R.; PRAUN, L. A Sociedade dos Adoecimentos no Trabalho In: O Privilégio da Servidão. O novo proletariado de serviços na era digital (no prelo).1 ed. São Paulo: Editora Boitempo, 2018, v.1, p. 137-151.

BRASIL. Câmara dos Deputados / Comissão da Reforma Trabalhista. Parecer do Relator Dep. Rogério Marinho (PSDB-RN). In:
Acesso: 30 mai. 2019.

BRASIL. Presidência da República / Casa Civil / Subchefia de Assuntos Jurídicos. Lei nº 9.601, de 21 de janeiro de 1998.

BRASIL. Presidência da República / Casa Civil / Subchefia de Assuntos Jurídicos. Lei nº 13.429, de 31 de março de 2017.

BRASIL. Presidência da República / Casa Civil / Subchefia de Assuntos Jurídicos. Lei nº 13.467, de 13 de julho de 2017.

BRASIL. Presidência da República / Casa Civil / Subchefia de Assuntos Jurídicos. Medida Provisória nº 808, de 14 de novembro de 2017.

BRASIL. Presidência da República / Casa Civil / Subchefia de Assuntos Jurídicos. Lei Complementar nº 128, de 19 de dezembro de 2008.

BRASIL. Presidência da República / Casa Civil / Subchefia de Assuntos Jurídicos. Lei nº 11.598, de 3 de dezembro de 2007.

CESIT. Contribuição Crítica à Reforma Trabalhista. GT Reforma Trabalhista CESIT/IE/UNICAMP. Campinas, 2017. In: Acesso: 30 mar.2018.

DELGADO, M. G.; DELGADO, G. N. A Reforma Trabalhista no Brasil: com os comentários à Lei n. 13.467-2017. São Paulo: LTr, 2017.

DIEESE. Rotatividade e flexibilidade no mercado de trabalho. São Paulo: Dieese, 2011.

CHESNAIS, François. A Mundialização do Capital. São Paulo: Ed. Xamã, 1996.

DIEESE. A reforma trabalhista e os impactos para as relações de trabalho no Brasil. Nota técnica nº 178 – maio/2017. In: Acesso: 10 mai. 2019.

DIEESE.PEC 06/2019: a desconstrução da Seguridade Social. Nota Técnica nº203 – março /2019. In: Acesso: 10 mai. 2019.

FIESP. A quarta revolução industrial já chegou. Cadernos FIESP sobre Manufatura Avançada e Indústria 4.0. Departamento de Conectividade e tecnologia, agosto de 2017a. In: industrial_ja_chegou.pdf>Acesso: 30 mar. 2018.

HARVEY, D.A Loucura da Razão Econômica. Marx e o capital no século XXI. São Paulo: Boitempo, 2018.

IANNI, O. Sociologia da Sociologia. São Paulo: Ática, 1989.

IBGE. Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua. Notas técnicas - v. 1.5 - 4 a edição. Rio de Janeiro: 2019a. In: Acesso: 20 mai.2019.

IBGE. PNAD Contínua trimestral: desocupação cresce em 14 das 27 UFs no 1º trimestre de 2019. Indicadores Sociais. 16Mai.2019b. In: Acesso: 20 mai.2019.

IBGE. PNAD Contínua: taxa de desocupação é de 12,7% e taxa de subutilização é de 25,0% no trimestre encerrado em março de 2019. Indicadores Sociais. 30 Abr. 2019c. In: Acesso: 20 mai.2019.

IBGE /Coordenação de Trabalho e Rendimento. Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios: síntese de indicadores 2015. Rio de Janeiro: IBGE, 2016. In: Acesso: 30 mar. 2018.

IBGE. Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua. Trimestre Móvel - dezembro de 2017 a fevereiro de 2018. 29 mar. 2018. In: Trabalho_e_Rendimento/Pesquisa_Nacional_por_Amostra_de_Domicilios_continua/Mensal/Comentarios/pnadc_201802_comentarios.pdf> Acesso: 30 mar. 2018.

IPEA. Terceirização do trabalho no Brasil: novas e distintas perspectivas para o debate. Organizador: André Gambier Campos. Brasília: Ipea, 2018. In: Acesso: 30 mar. 2018.

LAVAL, C.; DARDOT, C. A nova razão do mundo. São Paulo: Boitempo, 2016.

MELO, G. M. O teletrabalho na nova CLT. Anamatra, 28Jul.2017. Disponível em: Acesso: 20 mai.2019.

MELO, A. Robôs ganham voz e espaço no call center. Valor Econômico, 30/04/2018. In: Acesso: 20 mai.2019.

MÉSZÁROS, István. Para Além do Capital, Ed. Boitempo, 2002.
MIRAGAYA, F. Mercedes reduz tempo de produção em 15%. Folha de São Paulo. Mercado. Edição de 28/mar./2018. In: /2018/03/mercedes-reduz-tempo-de-producao-em-15.shtml>. Acesso: 28 mar. 2018.

PRAUN, L. Entre desafios e especificidades. Intervozes: trabalho, saúde, cultura. Petrópolis, v. 3, n. 1, p 115-121, maio 2018.

PRAUN, L. Reestruturação Produtiva, Saúde e Degradação do Trabalho. Campinas, SP: Ed. Papel Social, 2016a.

PRAUN, L. A solidão dos trabalhadores: sociabilidade contemporânea e degradação do trabalho. Cadernos de Psicologia Social do Trabalho, São Paulo, v. 19, n. 2, p. 147-160, dec. 2016b. In: . Acesso em: 15 mai. 2018.

SOUTO MAIOR, J. L.; SEVERO, V. S. O acesso à justiça sob a mira da reforma trabalhista. Anamatra, 27Jul.2017. In:
Publicado
2019-07-03
Como Citar
ANTUNES, Ricardo; PRAUN, Luci. A aposta nos escombros: reforma trabalhista e previdenciária - a dupla face de um mesmo projeto. Revista Jurídica Trabalho e Desenvolvimento Humano, Campinas, v. 2, n. 1, jul. 2019. ISSN 2595-9689. Disponível em: <http://revistatdh.org/index.php/Revista-TDH/article/view/43>. Acesso em: 22 jul. 2019. doi: https://doi.org/10.33239/rtdh.v2i1.43.
Seção
Artigos para o Dossiê “Significado e impactos da reforma trabalhista"